POLÍTICA

Baixo índice de habitantes foi justificativa para a retirada de carteiro

De acordo com o que a reportagem do Portal Mojuí na Íntegra apurou, a retirada do único carteiro que prestava serviço na cidade de Mojuí dos Campos, no Oeste do Pará, teve como justificativa o baixo número de habitantes no município, considerando as informações do IBGE, o que leva a baixa demanda de entregas na cidade.

Quem comenta sobre essa decisão é o Analista Ambiental Antônio Oliveira. Para ele o município fica prejudicado por uma contagem errônea do Instituto, que usa dados de quando a região pertencia a Santarém.

Pela contagem do IBGE, o município até ano passado tinha 15.448 (quinze mil, quatrocentos e quarenta e oito habitantes), contrastando com o número de eleitores que apresentou 17. 199 (dezessete mil, cento e noventa e nove) na eleição passada (2016). Em Mojuí dos Campos as reclamações pela falta de um carteiro vem repercutindo nas ruas, nas rodas de conversas e também nas redes sociais.

Oficialmente no site do IBGE, neste ano aparecem o registro de 15.646 (quinze mil e seiscentos e quarenta e mil), mas para muitos a população é de 32.000 (Trinta e dois mil)

“Nós estamos prejudicados por uma contagem do IBGE de dois mil e dez, mas o carteiro é morador daqui, prestou concurso para trabalhar aqui, não tem motivos para ficarmos desassistidos do serviço”, reclamou Antônio.

O vereado Jamilson Frota (PODEMOS) em documento enviado no fim do mês de setembro a Chefia da Agencia em Santarém recebeu como resposta que o carteiro que prestava serviço em Mojuí dos Campos aderiu a greve e por isso não está desenvolvendo suas funções no município, mas que assim que encerrar o ato, agendará uma reunião com o parlamentar para repassar informações sobre o atendimento na agencia local em Mojuí dos Campos.

Mojuí na Íntegra
Jornalismo Cidadão, Mídia Ativismo e Comunicação Popular
http://www.mojuinaintegra.com.br

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.