POLÍTICA

Lideranças vão a Eletronorte, cobrar explicações sobre a seca rápida do Lago da Barragem de Curuá Una

Há mais de dois anos os moradores do entorno do Lago da Barragem de Curuá Una (formado pelos rios Moju, Curuá Una e afluentes) sofrem com as fortes secas.

De acordo com Lucinelson Silva da Comunidade Vista Alegre do Moju, os comunitários vem tendo perdas ao longo dos anos com esse problema que de acordo com os moradores se dá pela abertura das comportas da Hidrelétrica nesse período de estiagem.

“Nós queremos saber o que acontece por que mesmo entendendo que estamos no período de seca, mas a agua do rio baixa rapidamente da noite para o dia, e nós já perdemos animais, plantações e será que vamos ter perdas humanas?”, desabafou Lucinelson.

Na última terça (12) os comunitários atingidos pela barragem reuniram na comunidade Porto Novo – Santarém para tentar conversar com representantes da Eletronorte, mas não foram atendidos. De Mojuí dos campos 14 comunidades estavam representadas.

Nessa reunião foi aprovada a retirada de uma comissão que deve procurar prefeitos e vereadores dos dois municípios para participarem de uma reunião no dia 25 deste mês na sede da Eletronorte em Santarém.

Outro questionamento dos moradores é com relação aos recursos repassados aos municípios por compensação ambiental e social que não são aplicados nas comunidades atingidas pela Barragem.

“As comunidades não tem energia elétrica, muitas não tem escolas, água tratada, na região não tem um centro de saúde, nem estradas”, denunciou Lucinelson.

De acordo com informações obtidas pelo Portal Mojuí na Íntegra os valores de compensação referentes as comunidades em territórios mojuienses já estão sendo repassados a Prefeitura local e estão sendo utilizados na melhoria de estradas, construção de postos e escolas.

Mojuí na Íntegra
Jornalismo Cidadão, Mídia Ativismo e Comunicação Popular
http://www.mojuinaintegra.com.br

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.