Política

Mojuí dos Campos: Sem hospital, população sofre em busca de atendimento de saúde em município vizinho

A demora na conclusão da reforma e ampliação do Hospital de Mojui dos Campos no Oeste do Pará que já se arrasta por quase 04 anos é sempre um tema abordado por qualquer morador do mais novo município da Amazônia.

Enquanto a obra não é concluída os pacientes são encaminhados para o Hospital Municipal de Santarém, município de grande porte da região e a  cada dia o atendimento tem ficado ruim para os mojuienses, principalmente após a terceirização da saúde santarena.

A reportagem do Portal Mojuí na íntegra entrevistou Valdir Oliveira, Presidente do Conselho Municipal Saúde (CMS) de Mojuí dos Campos sobre o assunto.

Na entrevista o conselheiro relatou as reclamações recebidas de pacientes que ultimamente foram encaminhados para aquela unidade hospitalar.

“Estão sendo distratados, estão sendo criminalizados, estão sendo rejeitados por ser do município de Mojuí e em muitas das vezes tem piadas de mau gosto tipo assim, esse município não tem hospital, cadê o prefeito de lá”, relatou Valdir.

Valdir Oliveira, Presidente do Conselho Municipal de Saúde. Foto: Elivaldo Silva

O Conselho Municipal de Saúde de Mojuí já reuniu com o Conselho Municipal de Santarém para repassar as reclamações dos pacientes sobre o atendimento.

A reportagem questionou a atuação do CMS diante da demora da obra de reforma do Hospital de Mojuí dos Campos, Valdir disse que é um problema grave no município e que precisa da união da população para cobrar a celeridade da conclusão.

“A população está prejudicada com a falta desse hospital, que pode oferecer o atendimento básico como internação e serviço de parto, que nem isso é feito no Mojuí”, reclamou o conselheiro.

O CMS já reuniu com a Comissão de Saúde da Câmara para cobrar atuação junto a Prefeitura para a conclusão da reforma do Hospital.

O assunto da demora de conclusão do Hospital foi assunto na Câmara de Vereadores durante a sessão da última quarta-feira (16).

Para o vereador Beto Farinha (PSDB) a população mojuíense está sofrendo humilhações por essa obra que já se arrasta por quatro anos.

Na última segunda-feira (14) foi inaugurada a Unidade Básica de Baixa da Onça para atender comunidades da Santarém Jabuti e do Assentamento PA Moju 1 e 2  e nos próximos dias deve ser inaugurado a Unidade de Boa Sorte para atender comunidades do Rio Curuá Una.

Beto Farinha teceu elogios sobre as obras, mas cobrou mais empenho da gestão municipal e até dos vereadores para cobrar a conclusão da obra.

Vereador Beto Farinha (PSDB). Foto: Elivaldo Silva

“Nós temos que reunir todos os vereadores e cobrar, por que nosso povo vai pagar por um preço injusto e vai ficar mendigando saúde em um Hospital em Santarém, pois a atenção melhor vai ficar para o povo de lá”, destacou Beto.

Para o vereador o Hospital concluído e funcionando plenamente melhorar o atendimento aos pacientes.

A obra de reforma do Hospital Municipal iniciou em 27 de maio de 2014.

 

Reportagem: Elivaldo Silva

Eduardo Enrique
Repórter, Comunicador Popular e Jornalista Cidadão
http://www.mojuinaintegra.com.br