POLÍTICA

Morador cobra informações sobre micro sistema no Cidade Alta 2

Estrutura pronta e caixa d’água há mais de 2 meses no chão. Quando concluído micro-sistema vai abastecer mais de 40 famílias. Foto: Elivaldo Silva

Parte de famílias do Bairro Cidade Alta 2 em Mojuí dos Campos no Oeste do Pará continua recebendo o abastecimento de água através de carro pipa.

A realidade já era para ser outra, se o micro sistema iniciado na estrada do Castanhal no começo do ano, tivesse sido concluído.

De acordo com Manoel dos Santos, morador das proximidades, o poço foi concluído, a estrutura de madeira levantada, mas a caixa d’água permanece no chão e até agora os moradores não tem nenhuma informação sobre a conclusão da obra.

Manoel dos Santos, morador do bairro questiona a conclusão do microssistema e a qualidade que recebe por carro pipa. Foto Elivaldo Silva

“Está com mais de 2 meses que a caixa está no chão, a estrutura foi levantada e a gente até agora está sem nenhuma resposta sobre esse poço que foi concluído, que não sabemos de quem é a obra”, lamentou Manoel.

Inicialmente 40 famílias devem ser beneficiadas pelo microssistema, que de acordo com Manoel foi construído de forma errada e vai deixar de atender outras famílias na parte mais alta do bairro.

Um dos questionamentos das famílias que recebem água de carro pipa é quanto sua qualidade.

Para eles não tem nenhuma garantia de que o liquido servido é apropriado para consumo, principalmente na escola do bairro que é abastecida pelo água.

“A gente precisa saber se essa água é de qualidade para o consumo, até por que esta mesma água é servida no Colégio aqui do bairro e queremos saber, pois de repente nós e nossas crianças, estamos correndo riscos ao consumir a água”, questionou Manoel.

A reportagem esteve no local e não encontrou nenhum responsável pela obra e também não havia placa indicativa direcionando os responsáveis.

Durante a semana vamos buscar os responsáveis para que por meio desse espaço possam dar explicações.

Com relação ao questionamento da qualidade, vamos entrar em contato com o setor responsável do município, por medir a qualidade da água distribuída aos moradores.

Reportagem: Elivaldo Silva

Mojuí na Íntegra
Jornalismo Cidadão, Mídia Ativismo e Comunicação Popular
http://www.mojuinaintegra.com.br