POLÍTICA

Caso Diogo: demora na recuperação e na investigação do atropelamento que o vitimou abala família

Caso Diogo: demora na recuperação e na investigação, abala família

04 de junho de 2017 tinha tudo para ser uma data festiva e marcante para a juventude de Mojuí dos Campos, no Oeste do Pará, que pela primeira vez realizava uma caminhada de uma comunidade para o Centro da Cidade. Caminhada esta que buscava oferecer um espaço para os jovens que vivem na ociosidade neste município, muitas vezes trocando seu tempo para se entregarem ao mundo das drogas e da criminalidade.

Mas a irresponsabilidade vai marcar pra sempre a vida da família Sousa da Costa, moradores da comunidade Garrafão na PA 431 e de todos os envolvidos na Romaria.

Já estava escuro, de acordo com relatos de testemunhas, quando um carro, que subia sentido contrário sem tanta velocidade, rapidamente avançou contra a multidão, atingindo gravemente no mínimo três pessoas, entre estas o adolescente Diogo Costa.

E aí começa a parte mais triste da história que já completa um mês. O serviço de saúde do município foi acionado, imediatamente, assim com a guarnição da Polícia Militar.

As buscas foram feitas pelos militares nas comunidades vizinhas, mas sem êxito, conforme explicou o Sargento Osias que estava de serviço à escuridão e a pouca informação dos participantes sobre o veículo dificultaram as buscas, que tiveram de ser encerradas por que a guarnição acompanhava um caso de flagrante de embriaguez ao volante na Delegacia.

Apesar de oficializados para escoltar a Caminhada, a PM foi impedida de comparecer justamente pelo caso de embriaguez ao volante na Praça da Matriz e tiveram que aguardar o delegado ou escrivão na delegacia para fazer sua apresentação e o ato flagrancial fosse lavrado, explicou o sargento a reportagem, mas que assim que foram acionados compareceram ao local do acidente e iniciaram as buscas.

Pelas informações colhidas pelo Portal o Departamento Municipal de Transito (DEMUTRAN) de Mojuí dos Campos disponibilizou um veículo, mas totalmente descaracterizado e sem giroflex ou sinaleira que pudesse passar segurança aos romeiros. O órgão até o momento não se manifestou sobre o caso ou sobre possíveis informações dos fiscais sobre os veículos que passaram naquele instante pela rodovia, já que cabia a eles naquele momento a organização do transito.

Diante do pânico, familiares buscavam na Unidade de Saúde informações sobre as vítimas e foi aquele corre. Devido a situação grave Diogo foi transferido para o Hospital Municipal de Santarém e desde então a família, tendo a frente a avó Professora Rosimar Sousa Costa, Coordenadora de Ensino que encontra-se  na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional do Baixo Amazonas

De acordo com Jocicleide Sousa da Costa, mãe de Diogo, o menino não está mais dependendo de aparelho para respirar, porém continua incomunicável, sem retornar aos estímulos.

A luta da família também continua fora do hospital, sem informações sobre a investigação, que tudo indica está parada.

Nesta segunda-feira, 03 de julho o delegado Lucivelton Ferreira, que acompanhava o caso concedeu entrevista a Jornalista Vanessa Pereira da Rádio Rural de Santarém falando do caso.

De acordo com Lucivelton, que deixou o caso com o retorno do delegado titular de Mojuí dos Campos, a polícia civil já buscou imagens, mas que devido à baixa resolução ficou difícil discernir alguma imagem que levasse ao carro infrator. Lucivelton garantiu que foram ouvidas pessoas que participavam da caminhada, mas pouco, contribuíram para que o caso seja desvendado.

Ao finalizar a entrevista o delegado, pediu a colaboração da população com informações faça a policia chegar ao irresponsável. Para o delegado os órgãos falharam na segurança, pois não havia ambulância do SAMU e o veículo do DEMUTRAN estava descaracterizado, sem giroflex para inibir a atuação de irregular de motoristas.

O que deixa intrigado as pessoas que se comovem com a situação é a falta de informação, pois naturalmente o veículo para chegar ao local do acidente passou por toda a extensão da Estrada de Rodagem (PA 4310), única via de saída da cidade de Mojuí dos Campos para a PA 370 (Santarém/Curuá-Una).

Hoje 04 de julho e o caso ainda segue sem ser desvendado pelas autoridades policiais (Polícia Civil), enquanto a família sofre na luta pela sobrevivência do garoto Diogo que está teve sua liberdade tirada por irresponsáveis que continuam livres, colocando em risco a vida de muita gente.

“O Diogo luta pela vida, enquanto muitos meninos da sua idade aproveitam suas férias. Será que esse inconsequente não tem filhos, sobrinhos ou irmãos pequenos?” Portal Mojuí na Íntegra

 

Mojuí na Íntegra
Jornalismo Cidadão, Mídia Ativismo e Comunicação Popular
https://www.mojuinaintegra.com.br

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.