MUNICÍPIOS REGIONAL

Distribuidora de energia chama atenção para acidentes com a rede elétrica

Em junho, deste ano, uma campanha foi lançada para alertar a população sobre como evitar acidentes.

Independente de sol ou chuva, os cuidados com a energia elétrica devem ser redobrados para evitar acidentes. No Pará, a Equatorial orienta que as pessoas mantenham sempre uma distância segura da rede elétrica, que deve ser no mínimo três metros.
A empresa também alerta a população quanto ao manuseio de vergalhões de ferro, arames, réguas de alumínio e outros materiais metálicos. É preciso tomar cuidado para que nada toque ou se aproxime dos fios da rede elétrica.
Os mesmos cuidados e atenção deve ser tomado durante a instalação de antenas de TV ou de telefonia rural. Não devem ser usados materiais flexíveis para prender a antena, como bambu e cano. Eles são mais leves e mais fáceis de dobrarem ou caírem na rede elétrica provocando um acidente.
Além disso, nos casos de acidentes, as pessoas não devem se aproximar de quem esteja recebendo a descarga de energia elétrica.

Desde o mês de junho uma campanha denominada Nossa maior ligação é com a sua segurança, vem sendo realizada em todo o Estado. O objetivo é chamar a atenção da população quanto aos cuidados com este bem, que apesar do conforto que proporciona, requer muita atenção.

Um levantamento feito pela distribuidora indica que é na construção civil, reformas de prédios e serviços de reparo que acontece a maioria dos acidentes com eletricidade.

PIPAS
Outro ponto de atenção está voltado para as crianças e adolescentes, pois uma simples brincadeira de empinar pipa, por exemplo, pode ocasionar acidentes gravíssimos ou até fatais. Por isso, é importante orientar as crianças a não subir em árvores com galhos que estejam tocando na rede elétrica, lajes ou postes; jamais tentar resgatar pipas que estejam presas na rede de energia, além de nunca invadir subestações para tentar resgatar pipas presas nos fios de energia, pois a área é bastante energizada, perigosa e, somente funcionários da Equatorial Energia, devidamente trajados com equipamentos de proteção individual, estão autorizados a acessar a área.

Ainda falando nas pipas e papagaios, se estiver chovendo, essa situação de risco fica bem mais agravada, por isso é importante impedir que as crianças soltem pipas durante as chuvas. Se a linha fica molhada, ela se torna condutora de energia elétrica podendo aumentar o risco de choque e, se nesta linha houver cerol, pode danificar a fiação elétrica com sua composição cortante, além de também pode causar acidentes graves com ciclistas, motociclistas e pedestres.

De acordo com o executivo de Serviços Técnicos e Comerciais, Danilo Almeida, dentro das residências não se deve fazer improvisações, como desencapar fios e conectá-los, nem utilizar fios emendados. “Essas medidas se forem levadas à risca, são capazes de evitar acidentes, inclusive fatais. A energia elétrica proporciona benefícios como bem-estar e conforto para toda a família, desde que utilizada corretamente. Afinal, não é possível perceber a eletricidade pelo odor ou pela cor, e consequentemente pode ser fatal. É preciso que a população faça a sua parte respeitando as distâncias normatizadas”, explicou o executivo, acrescentando que somente profissionais especializados podem intervir na rede elétrica”.

A Equatorial reforça ainda que, se alguém for vítima de choque elétrico, dentro ou fora de casa, ninguém deve tocar na pessoa que está recebendo a descarga. A melhor forma de ajudar é desligar o disjuntor ou a chave geral e ligar imediatamente para emergência no 193 ou 192. Se o acidente for em via pública, além das orientações já mencionadas, é preciso acionar a distribuidora pelo telefone 0800 091 0196 para que seja feito o desligamento da energia na área do acidente.

Mojuí na Íntegra
Jornalismo Cidadão, Mídia Ativismo e Comunicação Popular
https://www.mojuinaintegra.com.br

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.