MUNICÍPIOS SAÚDE

Em Curuá, medidas eficazes destacam o município pelo baixo número de casos de covid-19 na região

Sem ter hospital público de baixa complexidade, o município freou o avanço da doença com a colocação de barreiras sanitárias em pontos de entradas da cidade e com a conscientização da população para o uso de máscaras e álcool em gel.

Por Eduardo Enrique

Curuá, município no oeste paraense – com um território de 1 431,2 km² e uma população aproximada em 14 mil e 393 habitantes, de acordo com o IBGE – é um dos mais isolados da região e faz um enfrentamento diferenciado e estratégico a proliferação do novo coronavírus. O município é encravado entre os grandiosos territórios de Óbidos e Alenquer e o acesso à sede se dar, via terrestre, pela PA-249 ou via fluvial, pelo rio Amazonas. Curuá está, entre tantos do Brasil, que oferecem a atenção básica a sua população na área de saúde.

Cidade de Curuá, no Oeste do Pará.

Assim que surgiram os primeiros casos de Covid-19 na região oeste do Pará, a administração do município não se arriscou e colocou em prática um ousado e estratégico plano de medidas simples e eficazes para conter a proliferação do novo coronavírus. No município, os primeiros casos apareceram na zona rural, deixando a população preocupada. A explicação se dar pelo fato da zona rural ser muito visitada por vendedores externos, os chamados ‘crediaristas’, que passam por diversos municípios da região. Em resposta a chegada da nova doença, a administração municipal criou o gabinete de crise e começou a instalação de barreiras sanitárias nos principais acessos, tanto às comunidades, como à cidade. As barreiras foram fixadas na PA – 249, na estrada que liga a cidade de Curuá ao distrito de Flexal no município de Óbidos e no porto da cidade. Nas barreiras, os profissionais orientam sobre o uso de máscaras e as práticas de higiene, como o uso do álcool em gel. A sanitização também é feita nas embarcações e veículos, ao fazer atracação ou entrarem na cidade, respectivamente.

Xuxa do PT, vice-prefeito de Curuá.

Para o vice-prefeito do município, Xuxa do PT, as barreiras instaladas em tempo hábil, conseguiu evitar que fatalidades pela doença, até agora, viessem acontecer. De acordo com Xuxa, as medidas têm sido eficientes e eficazes. “Graças a Deus que com as medidas tomadas em nosso município, não fomos ocupar leitos na cidade de Santarém, na cidade de Alenquer, nem na cidade de Óbidos, nem na cidade de Oriximiná com pessoas que contraíram o coronavírus… Graças a Deus, não morreu ninguém, não temos ninguém internado”. Justificou Xuxa. “Nossas medidas, até agora, estão melhores do que as de muitos municípios da região, pois nenhuma vida foi perdida nessa batalha, apesar de, não termos hospital, estamos conseguindo lidar com a doença”, destacou.

Uma das medidas mais firmes foi a proibição, por determinado período, do transporte e desembarque de passageiros oriundos de outros municípios. A administração ousou, ao tomar a decisão de proibir a entrada de bebidas alcoólicas, por entender, que com o abastecimento de bebidas, os bares teriam mais chances de continuar funcionando e se tornando espaços de aglomerações e facilitando a proliferação do novo coronavírus.

Essas medidas, de certa foram duras, porém, eficazes para o controle e o impedimento do avanço da doença nas comunidades rurais, como também nos bairros da cidade. As autoridades trabalharam diuturnamente para evitar a contaminação comunitária.

Para continuar firme no enfrentamento ao novo coronavírus e zelando pela saúde da população, o município mantém a proibição de aglomerações como: a suspensão da realização de cultos, realização de festas e dos acessos aos igarapés e balneários. As barreiras sanitárias continuam mantidas.

As medidas tem surtido efeito, tanto que, no boletim do 9º Centro Regional de Saúde – CRS /SESPA, atualizado na quarta-feira (1° de julho), Curuá aparece na 19ª posição, com 91 casos confirmados, entre os 20 municípios das regiões do Baixo Amazonas e Tapajós. Destes confirmados, 48 já foram recuperados e nenhuma morte pela doença foi registrada no município.

Esses dados, da saúde, vão de encontro às informações oficiais, de segurança, de que Curuá não tem obedecido à recomendação e apresenta um baixo índice de isolamento social. No último dia do mês passado, o município registrou 22,6% de isolamento. A veiculação foi recebida de forma negativa por muitos munícipes e pelas autoridades de saúde que têm se esforçado para livrar o município do avanço da pandemia. Para o vice-prefeito, Xuxa do PT, a informação se contradiz se comparada aos dados epidemiológicos. Para ele, o fato de a população ir ás ruas, não confirma que não esteja tomando as medidas preventivas. “O nosso município até agora está conseguindo lidar com a pandemia, o povo estar consciente estar usando máscaras, não por obrigação, mas por consciência”. “Até agora não precisamos levar nenhum paciente para ocupar leitos em municípios vizinhos, então isso é um bom sinal e isso não é visto como sinal positivo, olhem nossa estrutura de saúde, conheçam nosso município, conheçam de perto nossa realidade e valorizem os esforços de nossa população, de nossos profissionais de saúde”, desabafou Xuxa.

Mojuí na Íntegra
Jornalismo Cidadão, Mídia Ativismo e Comunicação Popular
https://www.mojuinaintegra.com.br

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.