MOJUÍ DOS CAMPOS POLÍTICA

Em Mojuí dos Campos, proprietários e usuários são prejudicados por fiscalização no transporte intermunicipal

A cada dia que passa fica mais difícil a circulação de ônibus oriundos das comunidades do município para Santarém. A maioria dos passageiros são agricultores familiares que usam os veículos para transporte de seus produtos.

*Por Eduardo Enrique

Proprietários e usuários do transporte intermunicipal, oriundos de comunidades rurais de Mojuí dos Campos, no oeste paraense, a cada dia estão se sentindo mais prejudicados com as últimas fiscalizações da Agência Reguladora e Controle dos Serviços Públicos do Estado – ARCON. Os proprietários, que há anos prestam o serviço, se vêem ameaçados diante de tantas cobranças e até retenção de seus veículos e multas exorbitantes aplicadas pela reguladora. Os ônibus, em sua maioria, são a única fonte de renda de um pai de família. Quantos motoristas ou cobradores não são os próprios proprietários dos ônibus?

Ônibus de Mojuí dos Campos sendo abordado durante operação da Arcon na manhã desta terça-feira (07). Foto publicada em grupos de Whatsapp.

Os usuários também, sentem seu direito de ir e vir sendo violados, uma vez que o único meio de sair das comunidades é o ônibus. O frete mais barato para o pequeno agricultor é ônibus. Apesar de estarmos evoluindo, existem muitas cobranças e adequações que precisam ser revistas. Que precisam ser levadas em contas de acordo com nossa realidade.

Uma das ações que mais tem exposto os proprietários e passageiros são as abordagens, quando ônibus carregados com produtos e pessoas são parados. Os passageiros são obrigados a descer e motorista/proprietário é cobrado de suas documentações. Todos passam por situação constrangedora. Muitos tem hora pra chegar a uma consulta médica, que passou meses na fila para ser marcada. É um vexame. Sem falar no cansaço pelo sono perdido durante a madrugada para não perder o horário do ônibus. O motorista/proprietário é tratado como um fora da lei e sob a ameaça de ter seu veículo recolhido. As vezes é reprimido e constragido pela presença da polícia armada. Não é facil pra quem se esforça vencer na vida.

O mais humilhante é sentir-se sozinho, abandonado por não fazer parte das amarras, das costuras políticas, que muitas vezes fatiam os cargos públicos e tratam com os rigores da lei, os que consideram inferiores. Proprietários de transporte coletivo intermunicipal é cidadão, é lutador, é desbravador. Pois foi ele que teve a ousadia de muitas vezes, na cara e na coragem, colocar um ônibus para rodar nos ramais de madeireiros floresta adentro, levando passageiros, cargas, encomendas e até um bilhetinho. Esse merece respeito. Merece ser tratado com dignidade. É tão triste ouvir pessoas que moram nas comunidades, que por anos lutaram para ter um transporte, lamentando que podem ficar sem o mesmo e ficar isoladas.

O mais gritante é a falta de sensibilidade do órgão de fiscalização, pois estamos em meio a uma pandemia, onde os transportes circulam com restrições e o proprietário faz de tudo para manter. Sabemos que precisamos melhorar, mas os pequenos proprietários precisam de suporte financeiro e isso não tem. É chegada a hora de nossos representantes, a começar pelo município, tomarem as dores dos que sofrem. Enquanto isso não ocorre, fica meu questionamento: Qual destes mandatários já se interessou em ajudá-lo na organização de cooperativas ou mesmo em pequena empresa para regularizar sua situação? Muitos já lhe procurarem em busca de apoio para vencer uma eleição, mas talvez hoje nem pelo menos perguntou quanto foi sua multa. Talvez nem comentou a sua mensagem nos grupos ou veio no seu pv oferecer uma palavra amiga.

Espero compreensão dos órgãos fiscalizadores e sobretudo sensibilidade, pois não se pode criminalizar quem trabalha. Muitos precisam destes transportes para chegar ao seu trabalho. É preciso achar uma saída, mas que essa saída não seja aflição para muitos pais/mães de famílias que precisam do transporte para viver.

*Opinião pessoal do editor

Mojuí na Íntegra
Jornalismo Cidadão, Mídia Ativismo e Comunicação Popular
https://www.mojuinaintegra.com.br

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.