MUNICÍPIOS NACIONAL POLÍTICA

IBGE divulga as Estimativas de População dos municípios para 2018. Mojuí dos Campos não alcança 16 mil habitantes

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE divulgou no dia 29 do mês passado as estimativas das populações residentes nos 5.570 municípios brasileiros, com data de referência em 1º de julho de 2018. Estima-se que o Brasil tenha 208,5 milhões de habitantes e uma taxa de crescimento populacional de 0,82% entre 2017 e 2018, de acordo com a Projeção da População (Revisão 2018). O município de São Paulo continua sendo o mais populoso do país, com 12,2 milhões de habitantes, seguido pelo Rio de Janeiro (6,7 milhões de habitantes), Brasília e Salvador (cerca de 3,0 milhões de habitantes cada). Dezessete municípios brasileiros têm população superior a 1 milhão de pessoas e, juntos, eles somam 45,7 milhões de habitantes ou 21,9% da população do Brasil. Serra da Saudade (MG) é o município brasileiro de menor população, 786 habitantes, seguido de Borá (SP), com 836 habitantes, e Araguaína (MT), com 956 habitantes. No ranking dos estados, os três mais populosos estão na região Sudeste, enquanto os cinco menos populosos estão na região Norte. O líder é São Paulo, com 45,5 milhões de habitantes, concentrando 21,8% da população do país. Roraima é o estado menos populoso, com 576,6 mil habitantes (0,3% da população total). As estimativas da população residente para os municípios brasileiros, com data de referência em 1º de julho de 2018, foram calculadas com base na Projeção de População (Revisão 2018) divulgada em 25/07/2018. Essa revisão incorporou os imigrantes venezuelanos no estado de Roraima, dos quais 99% estavam concentrados nos municípios de Boa Vista e Pacaraima. As estimativas populacionais municipais são um dos parâmetros utilizados pelo Tribunal de Contas da União no cálculo do Fundo de Participação de Estados e Municípios e são referência para vários indicadores sociais, econômicos e demográficos. Esta divulgação anual obedece ao artigo 102 da Lei nº 8.443/1992 e à Lei complementar nº 143/2013. As populações dos municípios foram estimadas por um procedimento matemático e são o resultado da distribuição das populações dos estados, projetadas por métodos demográficos, entre seus diversos municípios. O método baseia-se na projeção da população estadual e na tendência de crescimento dos municípios, delineada pelas populações municipais captadas nos dois últimos Censos Demográficos (2000 e 2010). As estimativas municipais também incorporam alterações de limites territoriais municipais ocorridas após 2010. A tabela com a população estimada para cada município foi publicada no Diário Oficial da União (D.O.U.) de hoje. A nota metodológica e as estimativas das populações para os 5568 municípios, mais Distrito Federal e Distrito Estadual de Fernando de Noronha e para as 27 unidades da federação podem ser consultadas à direita. Em 2018, pouco mais da metade da população brasileira (57,0% ou 118,9 milhões de habitantes) vive em apenas 5,7% dos municípios (317), que são aqueles com mais de 100 mil habitantes. Os municípios com mais de 500 mil habitantes (46) concentram 31,2% da população do país (64,9 milhões de habitantes). Por outro lado, a maior parte dos municípios brasileiros (68,4%) possui até 20 mil habitantes e abriga apenas 15,4% da população do país (32,1 milhões de habitantes). Serra da Saudade (MG) é o município brasileiro com menor população, estimada em 786 habitantes em 2018, seguido de Borá (SP), com 836 habitantes, e Araguainha (MT), com 956 habitantes. Esses três municípios eram os únicos no país com menos de mil habitantes em 01/07/2018. Entre as Regiões Metropolitanas e Regiões Integradas de Desenvolvimento (RIDES), a região metropolitana de São Paulo é a mais populosa, com 21,6 milhões de habitantes, seguida pela do Rio de Janeiro (12,7 milhões de habitantes), pela de Belo Horizonte (5,9 milhões de habitantes), e pela Região Integrada de Desenvolvimento (RIDE) do Distrito Federal e Entorno (4,3 milhões de habitantes). Ainda entre as Regiões Metropolitanas ou RIDES, 28 possuem população superior a 1 milhão de habitantes e somam 98,7 milhões de habitantes, representando 47,3% da população total. O conjunto das 27 capitais totaliza 49,7 milhões de habitantes, representando 23,8% da população do país. Estimativas consideram imigrantes venezuelanos em Roraima A revisão 2018 das projeções populacionais incorporou os imigrantes venezuelanos no estado de Roraima, ao quais foram distribuídos entre alguns municípios do estado. Boa Vista e Pacaraima concentram 99% desses imigrantes. Mojuí dos Campos não alcançou 16 mil habitantes De acordo com a projeção do IBGE o município de Mojuí dos Campos vai atingir este ano a marca de 15.982 habitantes. O munícipio é o mais novo do Pará com apenas 5 anos e 08 meses de instalação. Mojuí dos Campos ganhou destaque na eleição quando registrou um eleitorado de 17.199 eleitores, sendo que sua população segundo o IBGE totaliza 15.548 habitantes. A explicação para o fato veio do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que aponta que nem sempre o mesmo domicilio eleitoral é o mesmo domicilio civil, o que explicaria a disparidade nos números, ou seja, 1.651 pessoas votam no município, mas residem em outra localidade. Atualmente o eleitorado subiu para quase 17.500 eleitores. Políticos e lideranças discordam da estimativa do IBGE. Para estes a população já ultrapassa 30.000 habitantes. A estimativa tem prejudicado o município com relação ao Fundo de Participação dos Municípios – FPM. Com informações do site do IBGE e edição de Eduardo Enrique do Portal Mojuí na Íntegra
Mojuí na Íntegra
Jornalismo Cidadão, Mídia Ativismo e Comunicação Popular
https://www.mojuinaintegra.com.br

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.