MOJUÍ DOS CAMPOS MUNICÍPIOS POLÍTICA

Mojuí dos Campos, Belterra e Santarém têm juízes e promotores definidos para atuar nas eleições deste ano

Com informações do Portal O ESTADONET, via Jota Ninos.

O juiz Claytoney Passos Ferreira, diretor do Fórum Eleitoral Desembargador Manoel Cacella Alves, em Santarém, Santarém, informou que a Justiça Eleitoral aguarda definições do Tribunal Superior Eleitoral quanto às providências necessárias para a realização das eleições municipais, adiadas para o dia 15 de novembro, em primeiro turno.  “Estamos aguardando definições do TSE, para seguirmos o calendário eleitoral”, afirma o magistrado.

Rômulo, Claytoney e Karise, juízes eleitorais 2020 – Créditos: Divulgação

O grande desafio destas eleições será organizar o pleito em meio à pandemia da Covid-19.

A Justiça Eleitoral de Santarém congrega três Zonas Eleitorais responsáveis por 254.711 eleitores em três municípios: Santarém (221.534 eleitores), Belterra (14.200 eleitores) e Mojuí dos Campos (18.977 eleitores).

Claytoney é juiz titular da 6ª Vara Cível e Empresarial de Santarém e além de diretor do Fórum Eleitoral acumulará este ano a 83ª Zona Eleitoral (ZE) responsável por Registro e Impugnações de candidaturas do pleito de 2020. Pelo Ministério Público, atuará nesta ZE a promotora de Justiça Larissa Brasil Brandão.

Túlio, Larissa e Ramon, promotores eleitorais 2020

A 20ª ZE que julgará a Propaganda Eleitoral dos partidos, terá à frente o juiz Rômulo Nogueira Brito (titular da 2ª Vara Criminal) e o promotor de Justiça Túlio Chaves Novaes. Já a 104ª ZE, responsável pelo julgamento da Prestação de Contas dos partidos, será comandada pela juíza Karise Assad (titular da 5ª Vara Cível e Empresarial – Juizado da Infância e Juventude), tendo como promotor eleitoral Ramon Furtado Santos.

Mojuí na Íntegra
Jornalismo Cidadão, Mídia Ativismo e Comunicação Popular
https://www.mojuinaintegra.com.br

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.