MOJUÍ DOS CAMPOS POLÍTICA

Mojuí dos Campos: Comitiva pede desbloqueio urgente do PAC Bom Sossego durante audiência pública

Uma comitiva, de políticos e líderes comunitários, pediu o desbloqueio do Projeto de Assentamento Coletivo – PAC Bom Sossego no município de Mojuí dos Campos no Oeste do Pará. A solicitação ocorreu na última segunda-feira (09) durante Audiência Pública na cidade de Altamira que tratou do cenário atual das políticas públicas ambientais, agrárias e fundiárias desenvolvidas no Pará. No pedido, a comitiva reiterou urgência no desbloqueio da área que fica as márgens dos rios Curuá-Una e Moju.

Como ponto positivo, de acordo com o prefeito Jailson Alves, que liderou a Comitiva, ficou firmado uma reunião em Brasília para o dia 14 do próximo mês com o presidente do INCRA e a participação do senador Zequinha Marinho e do deputado Júnior Ferrari, para tratar do assunto.

Além do prefeito, integraram a comitiva os vereadores Izailton e Teté e os representantes da região do Curuá-Una e Moju, Luizinho da Asprorios e José Hipólito.

Pac Bom Sossego

O PAC BOM SOSSEGO, foi criado sem consulta da população que habita a área e está embargado pela Justiça Federal, dificultando a vida do trabalhador rural que precisa desenvolver suas atividades, levando-o a abandonar suas terras. O PAC BOM SOSSEGO se estende por uma área extensa, tendo como limites o Rio Curuá Una, Rio Moju, Rio Mojuí, Santarém Jabuti e PA Moju I e II.

A Audiência Pública

A audiência pública realizada nesta segunda-feira (09), no Centro de Convenções e Curso, na sede municipal de Altamira (oeste paraense) foi um evento, aberto à sociedade e teve a organização da Secretaria Especial de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e reuniu representantes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), do Instituto de Terras do Pará (Iterpa) e da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), além dos deputados estaduais Eraldo Pimenta e Ozorio Juvenil, e do senador Zequinha Marinho.

Gestão de terras

No Pará, 25% do território estão sob a responsabilidade do Incra, e 19% estão sob a gestão do Iterpa, que em 2018 regularizou 393 áreas rurais no Estado. Até o dia 29 de agosto deste ano, a regularização fundiária somou 1.107 áreas.

O município de Miracatu, em São Paulo, sediou a primeira audiência pública, no último dia 27 de agosto. A agenda continua nesta semana, na sexta-feira (13,) com audiência em Cuiabá (MT). Em setembro ainda ocorrerão audiências no dia 16, em Porto Velho (RO); dia 23, em Macapá (AP), e no dia 27, em Boa Vista (RR)

Por Eduardo Enrique/Portal Mojuí na Íntegra

Mojuí na Íntegra
Jornalismo Cidadão, Mídia Ativismo e Comunicação Popular
https://www.mojuinaintegra.com.br

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.