MOJUÍ DOS CAMPOS

Mojuí dos Campos: Jovem que desapareceu há dois dias é encontrada em hotel em Santarém

A jovem Alícia Mendes dos Santos de 20 anos que há dois dias não dava informações a família e a amigos foi encontrada na tarde deste sábado (19) em um hotel no centro da cidade de Santarém no Oeste do Pará. Alícia havia saído de casa em Mojuí dos Campos na manhã da última quinta-feira (17) e pegou o ônibus para Santarém, seu local de trabalho. De acordo com informações, a jovem não chegou ao posto de trabalho e parou de manter contato com a família. Após 24 horas sem contato, sua mãe, Elisângela Cunha Mendes, procurou a Polícia e registrou Boletim de Ocorrência.

Jovem que estava há dois dias sem entrar em contato com a família. Reprodução: Redes Sociais

Na noite da última sexta-feira (18) este Portal publicou matéria comunicando o desaparecimento de Alícia. A matéria foi bastante compartilhada nas redes sociais.

Sem notícias da filha, Elisângela começou sua peregrinação na manhã deste sábado (19) em busca de informações que pudesssm levar ao paradeiro da jovem.

De acordo com informações de Miriam Silva, amiga da família, uma pessoa ligou para a mãe de Alícia hoje cedo e disse que na manhã de quinta-feira, viu a jovem saltando do ônibus em Santarém, na Avenida Ruy Barbosa em frente a uma drogaria na esquina da Travessa dos Mártires.

Como chegaram ao paradeiro de Alícia?

A informante repassou que ao saltar do ônibus, a jovem se encontrou com um rapaz que estava sem camisa, de bermuda e usando boné preto.

Com essas informações, Elisângela Mendes, mãe de Alícia, foi até a drogaria para conseguir imagens desse momento relatado pela informante.

Como não conseguiu, Elisângela, orientada por sua amiga Miriam, começou a fazer buscas com o apoio de um amigo nos hotéis do centro de Santarém. E chegando em um hotel e mostrando a matéria e a foto de Alícia, foi informada pela recepcionista que havia uma pessoa parecida com a jovem hospedada ali. A recepcionista ligou para o proprietário que autorizou o acesso ao quarto. Ao entrar no quarto, Elisângela, encontrou sua filha sozinha e num estado de sonolência. Segundo Elisângela, a filha se opôs ao convite de acompanhá-la e voltar pra casa, dizendo que o rapaz voltaria a noite e ela precisava se despedir.

Diante da situação suspeita que observou no quarto, Elisângela disse que pediu ao proprietário para ligar para a Polícia. O proprietário ligou e disse a ela que obteve como resposta de que a jovem era de maior e nada poderia ser feito.

Não convencida, a própria mãe da jovem ligou para o 190, contou a situação e foi orientada a ligar para a Delegacia da Mulher. Como o número dado era convencional, Elisângela disse que desistiu.

Com ajuda do amigo, Elisângela conseguiu retirar sua filha do hotel e trazer para sua casa no início da noite de hoje. Ela contou que a jovem parece estar com sintomas de que foi dopada.

Informações que ajudaram na busca

No início da tarde de hoje, nossa reportagem, recebeu informações de uma fonte que pediu pra não se identificar, que Alice havia dito a colegas de curso que estava se preparando para viajar para Belém, pois havia conhecido um rapaz de lá que estava a trabalho em Santarém. Segundo ela, esse rapaz que se identificava como policial, lhe ofereceu uma vida melhor. Essas informações foram repassadas a família.

A reportagem ainda obteve informações de que um rapaz de pré nome Ezequiel estava se aproximando de Alícia há pelo menos um mês e que os dois haviam se encontrado em uma igreja em Santarém e que o mesmo se apresentava como missionário e militar. Colegas próximos a Alícia tiveram acesso página do rapaz no facebook, que tinha outro nome. Logo após o desaparecimento da jovem, a página foi desativada. A jovem também, eliminou muitas postagens de sua rede social.

Segundo informações de sua mãe, a jovem não entrou mais em contato com a família por que vendeu seu celular.

Na segunda-feira, (21) Elisângela deve procurar a Seccional Urbana de Santarém para relatar tudo o que foi vivenciado e observado hoje e pedir investigação. Segundo ela, sua filha disse que o relacionamento deles começou aqui em Mojuí dos Campos, na parada de ônibus, quando esse jovem se apresentou a ela como policial e dizendo que se chamava Mateus Ezequiel.

Na identidade apresentada no hotel, o responsável pelo quarto onde Alícia foi encontrada se apresentou como Matheus Alessandro de Nascimento. A entrada dele no hotel se deu na última quarta-feira (16).

Por Eduardo Enrique/Portal Mojuí na Íntegra

Mojuí na Íntegra
Jornalismo Cidadão, Mídia Ativismo e Comunicação Popular
https://www.mojuinaintegra.com.br

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.