POLÍTICA

Moradores preparados para dizer não ao PAC BOM SOSSEGO

Está marcada para o próximo domingo (22) na Comunidade Vista Alegre do Moju, Zona Rural de Mojuí dos Campos, no Oeste do Pará, uma audiência pública para tratar sobre a situação da área hoje conhecida como PAC BOM SOSSEGO.

A audiência foi uma conquista dos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (STTRs) de Alenquer, Belterra, Mojuí dos Campos e Santarém durante manifestação realizada no mês passado na sede do INCRA (Instituto de Colonização e Reforma Agrária) Superintendência Regional 30 – SR 30 com sede em Santarém.

Devem estar presente na Audiência o Superintendente Regional do INCRA, Mário Costa e lideranças políticas e sociais locais.

O Projeto de Assentamento Coletivo – PAC BOM SOSSEGO, que foi criado sem consulta da população que habita a área está embargado pela Justiça Federal, dificultando a vida do trabalhador rural que precisa desenvolver suas atividades, levando ao abandono de suas terras. Na audiência os moradores da área vão informar ao Superintendente do INCRA que não aceitam a modalidade imposta de ocupação da terra, como garantiu Valdir Oliveira presidente do STTR de Mojuí dos Campos. “Os moradores não aceitam o PAC, então tem que solucionar e fazer com que seja liberado e eles possam ter acesso a financiamentos e possam trabalhar, até por que não tem como fazer assentamento, esse povo já existia lá e tem suas propriedades”, relatou Valdir.

Nossa reportagem conseguiu apurar junto a pessoas da região, que na área em discussão na área não existem apenas pequenos agricultores, existem proprietários com áreas acima de 300 hectares com pastagens e projetos de exploração madeireira.

O PAC BOM SOSSEGO se estende por uma área de … hectares, tendo como limites o Rio Curuá Una, Rio Moju, Santarém Jabuti e PA Moju I e II.

Mojuí na Íntegra
Jornalismo Cidadão, Mídia Ativismo e Comunicação Popular
https://www.mojuinaintegra.com.br

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.