MUNICÍPIOS

Morre Éden Cohen, historiador, poeta, produtor cultural e líder comunitário da Vila de Boim

Descendente de hebraicos, Cohen deixou sua marca na história de Boim, se tornando um de seus filhos ilustres, da mesma forma como se reportava a tantos filhos destacados de sua terra.

Por Eduardo Enrique

Faleceu no início da noite deste domingo (19), em Santarém, Elísio Éden Cohen, morador da Vila de Boim, mas que há alguns anos residia no Bairro Elcione Barbalho. Seu Éden Cohen, de 79 anos, era muito conhecido. Descendente de hebraicos, nasceu em Nova Vista, comunidade às margens do Rio Tapajós, mas cresceu cresceu em Boim, criado por seus avós paternos.

Memória a Éden Cohen postada na página da Associação Tapajoara.

Um pouco de sua história

Em Boim estudou até a 5° série e ainda adolescente começou a trabalhar para ajudar seus avós. Ingressou na igreja de Santo Inácio de Loyola, onde deseenvolveu funções de coroinha a ministro da Eucaristia. Seu trabalho na igreja, o credenciou a Membro da Comissão
Pastoral do Tapajós, multiplicador da Palavra de Deus e coordenador de algumas semanas catequéticas. Por vários anos coordenou as festividades de Santo Inácio de Loyola.

Fora da igreja Éden foi comerciante e marinheiro e desportista, fundando clubes como, Parazinho Futebol Clube (América Futebol Clube), Botafogo Futebol Clube, Juventude Futebol Clubee e o Nacional Futebol Clube.

Éden também foi sindicalista, sendo foi o primeiro Delegado Sindical dos Trabalhadores Rurais do Tapajós e fundador do Conselho Comunitário de Boim do qual foi presidente por seis anos consecutivos e da Associação dos Moradores e Produtores Rurais da Vila
de Boim – AMPRUVIB. Éden ainda se arriscou na política, se lançando duas vezes candidato a vereador.

Um dos grandes fortes de Cohen estava no incentivo e na produção cultural, principalmente na organização de cordões folclóricos como a Marreca, Beija-flor, Rouxinol e Cisne. Como escritor, estreou em 1985, com o lançamento do livro “VILA DE BOIM, SUA HISTORIA E SEU POVO”. Em 1985 ainda organizou o primeiro aniversário de fundação da Vila de Boim. Além de escritor , Éden também foi poeta e compositor, escrevendo diversas poesias e músicas sobre as belezas do Rio Tapajós e de Boim.

Um dos grandes feitos de Éden Cohen foi a implantação do posto dos correios e do Ensino Médio na Vila de Boim em 1992, juntamente com outros comunitários. Mesmo com idade avançada, Éden nunca deixou de lutar por sua terra querida e uma de suas últimas bandeiras era inclusão, não só de Boim, mas das demais comunidades da resex Tapajós/Arapiuns no Programa Luz Para Todos do Governo Federal.

Por seus trabalhos em prol da Vila de Boim e região do Tapajós, em vida foi agraciado com título honorífico de “Honra ao Mérito” da Câmara Municipal de Santarém.

Éden era apaixonado por escrever, tanto que deixou sua história gravada na memória do povo boinense e na biografia de seu livro “Momentos Históricos da Vila de Boim e seu distrito 1690-2011”

Mojuí na Íntegra
Jornalismo Cidadão, Mídia Ativismo e Comunicação Popular
https://www.mojuinaintegra.com.br

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.