MUNICÍPIOS

No Pará, plano operacional de energia está montado para o 2º turno das eleições municipais

Equipes de plantão estarão em pontos estratégicos, com o objetivo de agilizar atendimentos emergenciais

O plano operacional foi montado para atender Belém e Santarém, únicas cidades do Pará onde haverá o segundo turno das Eleições de 2020, no próximo domingo, 29. A ação visa oferecer qualidade e segurança no fornecimento de energia elétrica, além do pronto restabelecimento do sistema em casos inesperados de interrupção de energia nas áreas dos principais colégios eleitorais dos dois municípios paraenses.

Como forma preventiva, a distribuidora realizou inspeção e manutenção nos circuitos que suprem os cartórios eleitorais. A intenção é garantir que a população vote com tranquilidade, a exemplo do que aconteceu no último dia 15, por ocasião do primeiro turno.

No plano de trabalho da Equatorial foi definido um aumento de 86% no contingente de equipes de manutenções leves e pesadas para o atendimento emergencial no dia da eleição. Outro ponto de destaque do plano é o suporte operacional nas sedes do TRE, onde ocorrerão a apuração dos votos. Haverá um colaborador conectado ao centro de operação integrada da empresa, para priorizar o rápido restabelecimento do sistema em caso de falta de energia. Esse acompanhamento será feito até a publicação oficial dos resultados.

Para o gerente de Operações da Equatorial Pará, Luis Filipe Leal, a expectativa é que todo o processo transcorra sem grandes problemas no fornecimento de energia. “Nosso plano de ação foi feito de forma preventiva e, também, já precavendo eventualidades como no caso de tempestades. Sabemos a importância do nosso serviço e o quanto ele é essencial para que a democracia possa valer nessas eleições que irão definir os governantes de Santarém e Belém para os próximos quatro anos”, reforçou.

Mojuí na Íntegra
Jornalismo Cidadão, Mídia Ativismo e Comunicação Popular
https://www.mojuinaintegra.com.br

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.